Cerca de 950 agricultores de Solânea serão beneficiados com Regularização Fundiária.

Projeto do Governo Federal para Regularização Fundiária beneficiará famílias de agricultores de 22 comunidades rurais de Solânea.

Projeto do Governo Federal vai beneficiar 950 agricultores de Solânea com Regularização Fundiária gratuita e terá cerca de R$ 150 mil em investimentos.  O assunto foi debatido e foram repassadas informações para os presidentes das associações rurais na última sexta-feira (04), durante reunião na Câmara Municipal de Solânea.

A reunião foi realizada através da Secretaria de Agricultura entre o Secretário, o prefeito Kayser Rocha, presidentes das comunidades rurais, vereadores, agricultores, representantes da Empresa Paraibana de Pesquisa Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), e representantes da Ambientagro, empresa executora do projeto.

A Regularização Fundiária está acontecendo destinada a 22 comunidades rurais de Solânea e nesta fase do projeto serão contempladas 25% das propriedades do município, entre elas Poderosa, Barrocas, Vidal, Gruta de Santa Tereza, Fazenda Velha, dentre outras. Serão executados três meses de georefenciamento das áreas rurais e durante quatro meses será realizado o trabalho de cadastro das propriedades junto ao Sistema de Gestão Fundiária (Sigef). “Essa é uma parceria fundamental entre o Governo Federal, Estadual, municípios, associações e sindicatos. Com o principal objetivo de beneficiar nossos agricultores” disse o prefeito, Kayser Rocha.

Benefícios para agricultores

O Secretário de Agricultura, Késsio Furtado, explicou que as medições com GPS, as certificações e os títulos de posse serão emitidos gratuitamente. Segundo ele,  esse benefício traz importantes mudanças como valorização das propriedades, facilitação de financiamento bancário e acesso à programas de desenvolvimento comunitário. “É um melhoramento para o trabalhador rural e valorização das nossas terras.  Na terra de um vizinho, se ele fosse gastar chegava a quase R$ 30 mil o custo”, contou João Fidelis, presidente da Associação dos Pequenos Produtores de Malhada, Matias e Lagoa do Mato.

Abaixo, lista das comunidades que serão atendidas:

Poderosa; Pérola; Barrocas; Vidal; Gruta de Santa Tereza; Chã de Santa Tereza; Gavião; Covão; Videl; Juazeirinho; Filgueira; Jacaré; Olho d’água Seco; Olho d’água dos couros; Alagoinhas dos Bragas; Matinhas; Malhada; Lagoa de Tanque; Grossos; Fazenda Velha; Areal; Lagoa do Mato.

 

 

COMPARTILHAR