Agricultores de Solânea são beneficiados com palmas resistentes à praga

O Governo de Solânea recebeu do Instituto Nacional do Semiárido (Insa) 10 mil raquetes de palmas resistentes à cochonilha do carmim, das espécies orelha de elefante, baiana e miúda. Agricultores de cinco localidades rurais, que tiveram seus palmais devastados pela cochonilha, foram beneficiados com as palmas.

A ação teve a iniciativa dos técnicos da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e foi realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar de Solânea. Segundo o Secretário, David Mohamed, a obtenção da palma vai auxiliar no combate a cochonilha do carmim que é uma praga que vem alastrando os palmais dos agricultores do semiárido.

A prefeitura trouxe as palmas da sede do INSA, em Campina Grande, e fez a distribuição no assentamento São Francisco III e nas áreas rurais Salgado dos Souza, Salgado dos Paulos, Salgado dos Catitas, e Barrocas. Ao todo, sete agricultores receberam as palmas. “Cada agricultor recebeu mil raquetes que foram entregues diretamente pela prefeitura. Eles ainda receberão os cortes de terra para o plantio”, explicou David. Segundo ele, foram detectados para receber as palmas agricultores que tiveram seus palmais devastados pela cochonilha do carmim e agricultores com grande grau de possibilidade de terem perdas dos seus palmais.

 Palmal experimental

O Governo de Solânea através da Secretaria Municipal de Agricultura está estruturando um palmal experimental de distribuição.  Serão plantadas, pelo município, 3 mil raquetes restante  em um  hectare de terra que fica localizado no Açude Velho, zona rural de Solânea.

 

   

COMPARTILHAR